PMs envolvidos em ação que matou Agatha serão ouvidos nesta segunda.

Foto Reprodução



Está marcado para essa segunda-feira 23,na Delegacia de Homicídios (DH) do Rio o depoimentos dos policiais militares envolvidos na ação que resultou na morte da menina Ágatha Vitória Sales Félix. A garota morreu no sábado, 21, após ser atingida por uma bala de fuzil na noite de sexta-feira, 20. Além de ouvir os depoimentos dos PM, os investigadores deverão recolher as armas utilizadas na ação e encaminhar para perícia. Em nota divulgada no sábado a polícia militar do Rio de Janeiro lamentou o caso e manteve a versão de que os agentes apenas revidaram a uma agressão de criminosos. No entanto, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) comunicou que vai apurar todas as circunstâncias da ação dos PMs. Entenda o caso Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos ,morreu na madrugada deste sábado, 21, após ser atingida por um disparo de fuzil durante ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro no Complexo do Alemão na noite da última sexta-feira. A menina estava com a avó em uma Kombi na comunidade da Fazendinha no Complexo do Alemão, quando foi atingida nas costas por uma bala de fuzil.Ela chegou a ser socorrida para o hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu e veio a óbito. Testemunhas relataram que os tiros teriam partido da polícia. A morte da garota causou comoção no país e repercutiu em toda imprensa neste final de semana.Fonte:Fala Simões Filho.

Postar um comentário

0 Comentários