Bolsa Família pode ter aumento de R$ 6 reais – entenda.


Bolsa Família pode ter aumento de R$ 6 reais – entenda. Recentemente, o governo de Jair Bolsonaro (PSL) estabeleceu o pagamento do 13º salário do Bolsa Família, que acontece em Dezembro. Essa medida substituiu um reajuste no benefício que é repassado mensalmente a mais de 13 milhões de brasileiros. Mesmo com esse acréscimo do 13º, porém, houve uma redução no poder de compra do programa que, neste ano, voltou aos patamares mais baixos. Atualmente, com o valor médio do benefício, é possível adquirir menos da metade dos produtos de uma cesta básica. Mas isso pode mudar com um novo reajuste.



Veja também: Bolsa Família terá reajuste com novo projeto para 2020
Novo Reajuste
O Governo Federal está realizando estudo para aumentar o valor pago aos beneficiários do Programa Bolsa Família. A informações foi divulgada nesta última segunda-feira (25/11), pelo Jornal Estadão.

Entre as propostas em análise pelo governo está a concessão de um aumento de R$ 6,81 por mês para cada uma das 13,8 milhões de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do governo. Segundo o jornal, o aumento seria possível com uma folga no orçamento, que viria a partir do fim da desoneração de produtos da cesta básica.

O programa tem impacto na renda de cerca de 43 milhões de pessoas em todo o país, nas estimativas oficiais.

Veja também: Proposta libera CNH gratuita para quem está no Cadastro Único e Bolsa Família
Décimo Terceiro 13º, valor e datas de pagamento
Valor do 13° Bolsa Família
De acordo com o Governo, o Décimo Terceiro (13º) será pago em dobro. Desta forma, o valor que o beneficiário vai receber será o mesmo que recebe atualmente, só que o valor será depositado em dobro na conta do beneficiário. Por exemplo: se você recebe R$ 250,00 mensal, irá receber mais R$ 250, totalizando R$ 500,00. Confira a tabela de exemplos logo abaixo:

Quem recebe R$ 41,00 irá receber: R$ 82,00
Quem recebe R$ 89,00 irá receber: R$ 178,00
Quem recebe R$ 91,00 irá receber: R$ 182,00
Quem recebe R$ 130,00 irá receber: R$ 260,00
Quem recebe R$ 189,00 irá receber: R$ 378,00
Quem recebe R$ 235,00 irá receber: R$ 470,00
Quem recebe R$ 250,00 irá receber: R$ 500,00
Quem recebe R$ 372,00 irá receber: R$ 744,00
Datas oficial de pagamento do 13º do Bolsa Família:
NIS com final 1 – recebe em 10/12
NIS com final 2 – recebe em 11/12
NIS com final 3 – recebe em 12/12
NIS com final 4 – recebe em 13/12
NIS com final 5 – recebe em 16/12
NIS com final 6 – recebe em 17/12
NIS com final 7 – recebe em 18/12
NIS com final 8 – recebe em 19/12
NIS com final 9 – recebe em 20/12
NIS com final 0 – recebe em 23/12
Programa
O Bolsa Família foi criado em outubro de 2003, através da unificação de quatro benefícios anteriores, criados por Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de transferência de renda à população em situação de extrema pobreza – Bolsa Escola, Auxílio Gás, Bolsa Alimentação e Cartão Alimentação. Ele é destinado a dois tipos de famílias: pobres, com renda mensal de até R$ 178 por pessoa, e extremamente pobres, com ganho até R$ 89.



O valor do benefício é calculado caso a caso, levando em conta o número de crianças, adolescentes e mulheres grávidas na residência. Ele varia entre R$ 41 e R$ 372. São esses valores que permanecem “congelados” e sem correção em 2019.

Ao ingressar no programa, os usuários devem estar atentos às chamadas condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos assumidos pelos beneficiários e pelo poder público para a superação da pobreza. Na área da educação, crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos devem ter, no mínimo, 85% de presença nas aulas. Para jovens de 16 a 17 anos, a frequência mínima exigida é de 75%.Fonte: Simões Filho Online




Postar um comentário

0 Comentários