Envenenamento pode ter matado quatro moradores de rua.

 (Divulgação/Veja SP)



Quatro moradores em situação de rua morreram na manhã deste sábado (16), em Barueri, na Grande São Paulo, por suposto envenenamento. Segundo a Prefeitura de Barueri, por volta das 8h30, oito pessoas deram entrada no Pronto-Socorro Central da cidade com indícios de envenenamento. Quatro homens com idades de 39, 40 e 49 anos e um com idade ainda não identificada morreram e outras quatro pessoas que estavam no mesmo grupo, três homens e uma mulher, estão em estado grave. Na tarde deste sábado, os sobreviventes Renilton Ribeiro Freitas, Silvia Helena Euripes e Vinicius Salles Cardoso foram transferidos para o Hospital Municipal de Barueri. Já o morador de rua Sidnei Ferreira de Araújo Leme segue internado no Pronto-Socorro Central de Barueri. Em nota, a Prefeitura de Barueri informou que um dos sobreviventes afirmou que uma garrafa com bebida alcoólica lhe foi oferecida por desconhecidos na capital paulista, na região da Cracolândia, e que todas as vítimas compartilharam do líquido momentos antes de passarem mal na rua Duque de Caxias, região central de Barueri. De acordo com a Prefeitura de Barueri, a Polícia Civil já apreendeu a garrafa e solicitou perícia técnica do conteúdo. A ocorrência foi registrada pela Delegacia Central de Barueri que investiga o caso. Outros casos Em julho, seis moradores em situação de rua morreram em São Paulo. A suspeita é que o frio, na época, tenha causado os óbitos registrados no centro da capital paulista, em Santo André, no ABC Paulista, e em Assis, região oeste do Estado. Em agosto, mais dois moradores de rua foram encontrados mortos na Grande São Paulo com suspeita de hipotermia. Os casos aconteceram em Santo André e Guarulhos, e os dois homens não apresentavam sinais de violência. Por Estadão Conteúdo

Postar um comentário

0 Comentários