Portal Camaçari Destaques

Ford cede e aceita proposta do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari.

Ford cede e aceita proposta do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari

Durante segunda assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (13), com os trabalhadores do Complexo Ford, em Camaçari, para decidir, ou não, pela paralisação das atividades a partir da próxima terça (19), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Júlio Bonfim, anunciou que, finalmente, entraram em acordo com a multinacional.

 

De acordo com Júlio, representantes da Ford, decidiram, na tarde de ontem (13), aceitar a proposta feita pelo Sindicato, a fim de evitar as 700 demissões anunciadas para o final deste mês, bem como, a perda de diversos benefícios. “Conseguimos assegurar a estabilidade coletiva de emprego durante um ano, ou seja, pelo período de 365 dias, a Ford não poderá fazer uma demissão em massa como estava previsto para acontecer agora em março. Os trabalhadores podem ficar tranquilos, pois além de permanecer em Camaçari, a Ford não demitirá mais aquelas 700 pessoas”, celebrou.

Dentre as principais propostas acordadas também está a permanência do Plano de Saúde nas mesmas condições atuais, pagamento do 13º salário em outubro e PLR de R$ 19.640,00 com primeira parcela em maio.

Por: Elba Coelho / Redação Nossa Metrópole

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Ford cede e aceita proposta do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari.

Durante segunda assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (13), com os trabalhadores do Complexo Ford, em Camaçari, para decidir, ou não, pela paralisação das atividades a partir da próxima terça (19), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Júlio Bonfim, anunciou que, finalmente, entraram em acordo com a multinacional.

 

De acordo com Júlio, representantes da Ford, decidiram, na tarde de ontem (13), aceitar a proposta feita pelo Sindicato, a fim de evitar as 700 demissões anunciadas para o final deste mês, bem como, a perda de diversos benefícios. “Conseguimos assegurar a estabilidade coletiva de emprego durante um ano, ou seja, pelo período de 365 dias, a Ford não poderá fazer uma demissão em massa como estava previsto para acontecer agora em março. Os trabalhadores podem ficar tranquilos, pois além de permanecer em Camaçari, a Ford não demitirá mais aquelas 700 pessoas”, celebrou.

Dentre as principais propostas acordadas também está a permanência do Plano de Saúde nas mesmas condições atuais, pagamento do 13º salário em outubro e PLR de R$ 19.640,00 com primeira parcela em maio.

Por: Elba Coelho / Redação Nossa Metrópole

Fale com a redação!

Responderemos assim que possível